You are here

Gestão Menstrual Entre Dois Desastres: O Ciclone Idai E A Covid-19 Em Sofala, Moçambique

Este estudo visava inicialmente recolher dados quantitativos sobre a eficácia de uma intervenção menstrual sobre saúde e higiene (produtos menstruais sustentáveis e workshops educativos) sobre os conhecimentos e atitudes das raparigas em relação à menstruação e a sua capacidade de participar em actividades diárias nos centros de reassentamento devido ao ciclone. No entanto, com o início da pandemia da COVID-19 durante a implementação do estudo, a abordagem foi alterada para recolher dados qualitativos, que podem ser realizados com maior segurança em pequenos grupos em espaços abertos sem passar questionários e canetas. Assim, o estudo visava também colmatar a lacuna de provas relativas às experiências das raparigas com a menstruação durante a COVID-19 e registar as percepções dos participantes sobre a intervenção de gestão menstrual dentro deste contexto em evolução.

Esta iniciativa qualitativa foi realizada em colaboração com o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano em Moçambique, UNFPA, Be Girl e Plan International