You are here

Envolvendo rapazes para promover a saúde sexual e reprodutiva em Moçambique

“Cresci ouvindo e entendendo que os homens são superiores às mulheres e que quando qualquer homem fala, a mulher precisa ser silenciada, mas ser voluntária neste programa me fez aprender que homem e mulher são iguais e todos temos os mesmos direitos”, diz Allen, um jovem do distrito de Macanga em Tete.

Macanga, Provincia de Tete, Moçambique - A desigualdade de direitos entre rapazes e raparigas começa muito cedo e afeta negativamente o desenvolvimento de ambos. Reconhece-se que a melhoria dos direitos, capacidade e escolha de mulheres e raparigas envolve e beneficia toda a sociedade, e o papel dos rapazes em alcançar isso continua vital.

Quando os jovens carecem de conhecimento, informação e acesso a informações e serviços de saúde sexual e reprodutiva, há um aumento potencial na gravidez precoce e indesejada, mortalidade materna e outros desafios de saúde que afetam gravemente a vida e o futuro de uma rapariga.


Allen facilitando uma sessão de diálogo comunitário com os meninos em sua comunidade.
©UNFPA Moçambique

Allen é um jovem rapaz do distrito de Macanga, província de Tete, que teve a oportunidade de conhecer o programa Minha Escolha. Em 2019 ele foi selecionado para fazer parte deste programa e estava participando de diálogos comunitários com homens e rapazes, que é um método recomendado para engajar o homem a saber mais sobre direitos humanos, direitos das mulheres, violência baseada em gênero e igualdade de gênero, onde aprendeu que homens e mulheres têm direitos iguais e que a violência contra os direitos sexuais das mulheres deve ser combatida.

Participando de diálogos comunitários, Allen aprendeu sobre planeamento familiar e por que ele é tão importante para os jovens em seu distrito:

"Tenho apoiado o programa, por meio de diálogos com rapazes da minha comunidade e de vez em quando, participo voluntariamente de feiras de saúde e exibo métodos anticoncepcionais para prevenir a gravidez precoce em minha comunidade, porque cresci ouvindo e entendendo que os homens são superiores mulheres e eu começamos a perceber que isso não é correto nem é certo. "

 

 

 

 O programa Minha Escolha, financiado pelo Governo da Holanda, visa contribuir para alcançar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva e para a realização dos direitos reprodutivos de adolescentes e jovens em Moçambique, acelerando os esforços para reduzir a gravidez precoce e indesejada entre mulheres jovens


Allen compartilha preservativos gratuitamente com seus colegas durante uma sessão de
diálogo com a comunidade. ©UNFPA Moçambique

O programa ajudou mais de 102.585 adolescentes e jovens a terem acesso a serviços de SSR / PF de adolescentes de qualidade em Tete, apenas no distrito de Macanga onde vive Allen, mais de 41.839 adolescentes foram alcançados e envolvidos.

Mulheres e raparigas desempenham um papel fundamental na contribuição para suas comunidades quando estão livres de discriminação e violência e quando têm o poder de planejar suas famílias. Jovens com uma transição saudável para a idade adulta e com a oportunidade de realizar suas aspirações, incluindo sua participação ativa nas decisões que os afetam, abrirão o caminho para cidadãos mais informados e futuros líderes.

O programa MyChoice reconhece que trabalhar com homens e meninos dentro das comunidades aumentará o conhecimento entre todos e apoiará a redução da violência de gênero. Em 2 anos, a ser implementado em duas províncias, Tete e Cabo Delgado, o programa My Choice conseguiu envolver mais de 855 diálogos comunitários entre homens e rapazes e 602.117 adolescentes e jovens.