Notícias

Mentoras preparadas para combater a violência contra mulheres e meninas

29 Outubro 2019

“Rapariga Biz”, um programa liderado pelo Governo de Moçambique e apoiado por várias agências das Nações Unidas, incluindo o UNFPA, treina meninas do ensino secundário para servir como mentoras dos seus pares e se tornarem agentes de mudança nas suas comunidades. Aproveitando esse conjunto de jovens talentosos, de 26 a 27 de outubro, o UNFPA patrocinou um treino na cidade de Nampula para 440 dessas mentoras, para aprender como combater a violência contra mulheres e meninas.

Mentoras recebendo treino © UNFPA-Moçambique

O treino fez parte da Spotlight Initiative mundial, um programa apoiado pelas Nações Unidas e pela União Europeia que se concentra na eliminação de todas as formas de violência contra mulheres e meninas. Por meio do treino, as jovens mentoras aprofundaram a sua compreensão dos fatores subjacentes e das formas de violência de gênero. As sessões interativas e animadas concentraram-se especialmente em dotar as meninas de conhecimentos e habilidades para desafiar normas e práticas sociais que prejudicam mulheres e meninas, e sobre como ajudar e capacitar sobreviventes de violência. As mentoras também aprenderam sobre o conceito de inclusão e como fatores como deficiências podem tornar as pessoas mais vulneráveis.

Mentoras recebendo treino © UNFPA-Moçambique

Durante este treino aprendi  que todos temos os mesmos direitos, independentemente do sexo, estatuto económico ou deficiência. Deveríamos parar de acreditar em mitos da comunidade que minam os nossos direitos e a nossa posição na comunidade. Esses mitos incentivam comportamentos violentos de homens para meninas e mulheres. Vou certificar-me de discutir esses elementos importantes durante as minhas sessões de mentoria,” relatou Rosimina Victor, de 19 anos, que iniciou a sua orientação há um ano.

Nos próximos dias, mais de 600 mentoras adicionais receberão treino sobre essas questões nos distritos de Mogovolas, Moma e Angoche.

Fique ligado!

Mentoras recebendo treino © UNFPA-Moçambique