Population matters

Levou centenas de milhares de anos para que a população mundial cresça para 1 bilhão, entanto, em apenas mais 200 anos, cresceu sete vezes. Em 2011, a população mundial atingiu a marca de 7 bilhões, e hoje, está em cerca de 7,3 bilhões.

Este crescimento dramático tem sido impulsionado em grande parte pelo aumento do número de pessoas que sobrevivem até a idade reprodutiva, e foi acompanhado por grandes mudanças nas taxas de fertilidade, a crescente urbanização e acelerada migração. Estas tendências terão implicações de longo alcance para as gerações vindouras.

Levou centenas de milhares de anos para que a população mundial cresça para 1 bilhão, entanto, em apenas mais 200 anos, cresceu sete vezes. Em 2011, a população mundial atingiu a marca de 7 bilhões, e hoje, está em cerca de 7,3 bilhões.

Este crescimento dramático tem sido impulsionado em grande parte pelo aumento do número de pessoas que sobrevivem até a idade reprodutiva, e foi acompanhado por grandes mudanças nas taxas de fertilidade, a crescente urbanização e acelerada migração. Estas tendências terão implicações de longo alcance para as gerações vindouras.

O UNFPA apoia na identificação e compreensão destas tendências, que são fundamentais para o desenvolvimento. O UNFPA é um dos maiores financiadores mundiais de colecta de dados da população. De um modo geral, o UNFPA advoga, junto dos governos de todo o mundo, a ideia de que melhor maneira de garantir o desenvolvimento sustentável é a promoção de um mundo onde cada gravidez seja desejada, cada nascimento seja seguro, e o potencial de cada jovem seja realizado.

Em Moçambique, o UNFPA defende, de uma forma integrada:

  • No que diz respeito aos Dados e Políticas

Fortalecer a capacidade para a formulação e implementação de políticas (ao nível global, regional e nacional) baseadas em direitos, que integrem evidências sobre as dinâmicas populacionais, saúde sexual e reproductiva, VIH, e a sua relação com o desenvolvimento sustentável.

  • Em relação a produção e disseminação de dados

Fortalecer a capacidade nacional para a produção e disseminação de dados desagregados de qualidade, sobre assuntos de população e desenvolvimento, que permitam o mapeamento de disparidades demográficas e desigualdades socioeconómicas, bem como para programação em situações humanitárias

  • Em relação à análise de dados populacionais

Aumentar a disponibilidade de evidências através de análises aprofundadas sobre as dinâmicas populacionais, saúde sexual e reproductiva, o VIH e a sua relação com a erradicação da pobreza e desenvolvimento sustentável.