Notícias

Dia Internacional da Juventude celebrado sob o lema "Sustentabilidade: Nosso Desafio, Nosso Futuro"

Data: 12/08/2009

Este ano, o Dia Internacional da Juventude, 12 de Agosto, foi celebrado sob o lema "Sustentabilidade: Nosso Desafio, Nosso Futuro. A Representante do UNFPA em Mocambique, Patricia Guzman, participou no distrito de Morrumbala, na província da Zambézia, na celebracão local. Guzman apresentou o discurso abaixo transcrito, que destaca a importância do desenvolvimento sustentável e apela para que seja feito  mais investimento a favor dos jovens, em particular as do sexo feminino e mais vulneráveis:

"O 12 de Agosto, Dia Internacional da Juventude, e é este ano dedicado a uma reflexão global sobre a importância de os jovens participarem na construção de uma sociedade orientada para o desenvolvimento sustentável.

Tal como é do nosso conhecimento, o desenvolvimento sustentável é que  permite a realização das necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de proverem as suas necessidades.

Quando falamos de desenvolvimento sustentável a tendência é de olharmos imediatamente para os aspectos financeiros. Mas é preciso olhar também para outros aspectos sociais como a garantia dos direitos humanos, que inclui o acesso igual à saúde, educação, oportunidades de negócios, a importância de criar e viver  num ambiente saudável e protegido.

Podemos levar muitas horas a debater conceitos ou estratégias do desenvolvimento sustentável.  Podemos até ter documentos muito bem elaborados. Mas o mais importante é transformar as intenções em acções que produzem resultados para um mundo melhor. E essas acções apenas poderão ter lugar se a juventude for saudável, formada, e empoderada. E isso é possível. Nós podemos tornar isso real!

Diz-se muitas vezes que os jovens são o futuro. São também o nosso presente. Devemos investir hoje nos jovens e assegurar que eles participem na resolução dos grandes desafios dos nossos tempos. 

Para garantir a sua participação efectiva no desenvolvimento sustentável, devemos investir na sua saúde, formação, liderança. Isto é particularmente importante para o caso das raparigas, que muitas vezes são vitimas de discriminação e são privadas de ter as oportunidades e escolhas que a vida oferece.

Tal como em muitos países em desenvolvimento, grande parte da população moçambicana é jovem. Maior parte dela é constituida por mulheres jovens, que têm um grande potencial. Se elas gozarem dos mesmos direitos e oportunidades que os rapazes e jovens, poderão ter uma vida melhor para elas mesmas, para as suas famílias e para as suas comunidades.

O Fundo das Nações Unidas para a População apóia, há dez anos, o Governo e organizações da sociedade civil da Zambézia na implementação de programas que promovem a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, o acesso aos serviços de saúde sexual e reprodutiva, incluindo a prevenção de HIV e SIDA.

O Programa Geração Biz desempenha um papel relevante na preparação dos adolescentes e jovens para uma vida saudável,  na prevenção de HIV, no tratamento de infecções de transmissão sexual e na sua capacitação como líderes. O "Geração Biz", que os jovens de Morrumbala bem conhecem, mostra resultados que encorajam a manter a esperança de alcançarmos o  desenvolvimento sustentável.

Sem a liderança do Governo, participação activa dos jovens e das organizações da sociedade civil, o "Geração Biz" não seria hoje a referência que é na área de informação, aconselhamento e prestação de serviços de saúde para os jovens e adolescentes. É esse espirito colectivo que precisamos para alcançarmos o desenvolvimento sustentável.

Reconhecendo os actuais esforços, apelamos ao Governo, aos líderes, aos legisladores para tomarem os jovens como parceiros e agentes da mudança. Este é o momento para fazermos grandes investimentos nos jovens, em particular as raparigas, para que possam atingir o seu maior potencial e contribuírem para o desenvolvimento do país.

Aproveitamos esta ocasião para reafirmar o interesse do Fundo das Nações Unidas para a População em continuar a apoiar os esforços do governo na melhoria das condições de vida das crianças, jovens, mulheres e homens de Moçambique.

Dizemos isto porque acreditamos que Investir nos Jovens é um investimento para um futuro sustentável!"